Sei como é difícil embalar cookies e brownies de forma com que eles fiquem bonitos e elegantes. Aqui vão algumas fotos para nos inspirar…

Olhem que bonito ficam todos juntos na travessa…

Não são lindos?

Todas as imagens foram retiradas do blog BomB.

Vale o acesso. As meninas capricham mesmo.

Lembra que eu deixei a dica de como organizar as receitas nesse post?

Agora vou deixar uma dica para as Cozinheiras mais Chics!
Idéia que eu vi no Blog da Thássia
Ela mandou fazer o ficheiro e as fichas personalizada com suas iniciais..
Ficou Muito Bacana!

Olhem que legal esse.. Ela fez de presente para a Mãe.

    Imagens: Blog da Thássia

Gente… Realmente o melhor jeito de organizar as receitas é por fichas, fica muito mais pratico de encontrar, de levar para cozinha… Desde que fiz o meu é só alegria.
Quem também tiver sugestões de como organizar as comilanças deixa nos comentários!

Bom final de Semana!

Um vídeo para nos inspirar…

Patê a Choux é uma das massas mais básicas da confeitaria, é com ela que produzimos as famosas bombas, carolinas, éclairs e até mesmo os churros mexicanos. Esse final de semana resolvi fazer as Carolinas aqui em casa, elas são tradicionalmente recheadas com Crème Pâtissier, mas como eu tinha uma lata de leite condensado cozido guardada no armário, resolvi aproveitar a lata para rechear as minhas carolinas.

A receita abaixo rendem aproximadamente 40 carolinas, e a 1 lata do leite condensado cozido da pra rechear generosamente todas as carolinas sem sobras.

Pâte à Choux:

100ml Leite

100ml Água

60g Manteiga sem Sal

120g Farinha de Trigo

3 Ovos batidos

10g Açúcar

1 pitada de Sal

Preparo:

Colocar na panela o leite, a água, o sal e o açúcar. Quando ferver a mistura, colocar a manteiga e mexer até ela derreter.

Fora do fogo – Colocar a farinha de trigo de uma só vez e misturar muito bem com uma colher de pau.

Voltar para o fogo e mexer até secar a massa (tem que formar uma pasta lisa que solta do fundo da panela)

Em seguida colocar esta pasta na batedeira e acrescentar os ovos aos poucos, misturando bem para incorporar – ( dependendo do tamanho não será necessário colocar todos os ovos ).

Bater a massa na batedeira até a massa ficar lisa e brilhante.

Depois colocar a massa em um saco de confeitar, e fazer as Carolinas ou Bombas sobre o silpat ou papel manteiga untado. (Usei Silpat)

Assar a 180ºC por 20 minutos e depois abaixar o forno para 150ºC até secarem por completo – Como as Carolinas são pequenas secaram já nos primeiros 20 minutos. Mas se for para fazer bombas, creio que tem que deixar assar por mais tempo em forno com temperatura reduzida.

RECHEIO DE DOCE DE LEITE:
1 lata de leite condensado

*Colocar a lata de leite condensado na panela de pressão e encher a panela de água até cobrir a tampa da lata. Depois que a panela de pressão começar a “chiar” – deixar por 50 minutos em fogo baixo.
Com o doce de leite frio – Colocar em saco de confeitar e rechear as Carolinas por baixo.

Fotos do Preparo:

Depois de recheadas as Carolinas eu banhei só as pontinhas em chocolate meio amargo, algumas pessoas costumam banhar em caramelo – qualquer uma das opções deixam as carolinas maravilhosas!
Servi elas naquelas embalagens tradicionais de docinhos de festa.

Apesar de parecer complicado é uma receita muito simples, cerca de 1 hora você consegue produzir as Carolinas recheadas e com tudo que tem direito.

Qualquer dúvida ou sugestão, deixem nos comentários. E uma boa semana a todos!

Se todos nós, em algum momento da vida guardamos uma receita, imaginem quem trabalha com isso.

Nesses últimos anos de faculdade de gastronomia, e cozinha, eu guardei MUITAS receitas, até chegar a um momento em que eu não encontrava mais nada, tentei organizá-las algumas vezes, mas nunca encontrava um jeito eficaz o suficiente.

Mas enfim, encontrei a solução. Comprei um daqueles ficheiros de arquivo que vende em papelarias, e agora organizo minhas receitas todas ali, por ordem alfabética.

Eu digito as receitas no computador, imprimo, e depois colo nas fichas, gosto assim, fica mais bonitinho. Mas nada impede de escrever a mão, e pra quem quiser caprichar mesmo, ainda tem a possibilidade de mandar plastificar as fichas, fica ainda melhor pra manuseá-las pela cozinha.

Eu comprei o ficheiro naquela cor tradicional: cinza. Mas acabei pintando com tinta spray vermelha. Adorei o resultado, é super pratico de achar as receitas e o tamanho das fichas é ótimo pra ficar levando pra cozinha.

Se alguém também estava com esse problema de organização de receitas, espero que a minha dica tenha ajudado.
Bom final de semana!

Nessas ultimas semanas andei desenvolvendo um projeto que tinha em mente, algo sobre cozinhar preocupando-se com o bem estar das pessoas e do planeta. Então comecei a pesquisar alternativas para substituir a essência de baunilha e corantes artificiais nas preparações de doces, e pesquisando sobre isso descobri algumas informações que gostaria de compartilhar por aqui.

A primeira me deixou bastante preocupada, todo mundo já ouviu falar pelo menos alguma vez, como os corantes e conservantes artificiais fazem mal a nossa saúde. Pois aqui vai um nome para você ficar de olho nos rótulos dos alimentos: Tartrazina, ou Amarelo nº5.

Segundo a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) Estudos realizados nos Estados Unidos e na Europa desde a década de 70 demonstraram casos de reações alérgicas ao corante amarelo tartrazina (INS 102), como asma, bronquite, rinite, náusea, broncoespasmos, urticária, eczema e dor de cabeça, e 3,8% da população nos Estados Unidos possuem sensibilidade ao corante. Desde 1980 é exigido (para drogas de uso oral) e 1981 (para alimentos), que o corante tartrazina seja listado no rótulo de todos os produtos que o contenham, de modo que os consumidores sensíveis possam evitá-lo. – Não só os sensíveis né? Acho que todos deveriam evitar, a fim de que esse tipo de corante não seja mais utilizado no mercado.

Segundo nome para guardar: dióxido de titânio. Geralmente presente em corantes brancos, sobre esse químico não consegui muitas informações, mas segundo essa reportagem da Folha (Clique aqui para ver) estudos ligam o dióxido de titânio a danos no cérebro, leiam na integra é assustador!

Sobre a essência de baunilha: descobri uma receita supimpa para fazer extrato da baunilha natural em casa, mas vou testar, depois conto por aqui!

Então pessoas, comecem a ler o rótulo dos ingredientes que vocês adquirem no supermercado, e vamos estudar formas de substituir esses químicos nas preparações.. principalmente os profissionais da área de gastronomia. Grandes mercados públicos estão cheios de corantes naturais (do urucum, beterraba, cenoura, algas, etc.) e existe sempre a possibilidade de fazermos nossas próprias essências, extratos, e até mesmo os saborizantes, evitando assim usar substancias artificiais nas nossas preparações. Nossa saúde agradece. E se alguém também tem sugestões para compartilhar, por favor, contribua nos comentários!

Estou apaixonaaaaaaada por esse aplicativo.
Se você também ama sair pra comer fora, e descobrir lugares e pratos diferentes, anota aí. Foodspotting. Aplicativo para iphone e ipad.

Assim que você abre o app, ele define sua localização e começa a mostrar fotos de comidas dos restaurantes mais próximos de você – o mais legal é que são as pessoas que batem as fotos no seu iphone, e colocam no aplicativo, então você visualiza fotos reais dos pratos, e não aquelas fotos promocionais que deixam todo mundo com água na boca.

também é possivel ver os pratos por melhor nota, e os últimos pratos postados no app.

Segue a receita da famosa massa da torta de limão (pate sucrée)

400g farinha de trigo
60g açúcar
200g manteiga sem sal
2 gemas
1 colher de essencia de baunilha
1/2 colher de sal

juntar todos os ingredientes em uma tigela (a manteiga tem que estar amolecida) – sovar com as mãos, até a massa ficar homegenea e começar a desgrudar dos dedos.

    *se estiver muito seca colocar um pouco de água.

colocar a massa em um plastico e levar pra gelar por 30 minutos.
depois preencher a forma com uma camada o mais fina possivel, e assar a 170ºC – até dourar.

o recheio é super simples 1 lata de leite condensado com suco de 2 ou 3 limões.
e merengue por cima…

Sábado eu e João fizemos Spatzel para o jantar.
Spatzel é uma massinha tipica da alemanha.
E eu fiquei impressionada com a facilidade!

Enquanto o joão misturou os ingredientes e cozinhou a massa, eu fiz o ragu pra acompanhar, mas quando eu estava apenas começando meu ragu, ele ja estava quase terminando a massa, dá pra acreditar?

Usamos a receita do Chef Heiko Grabolle:
(Essa receita serve duas pessoas)

250 gramas de farinha de trigo
2 ovos
1 colher de chá sal
125 ml de água (foi necesssário mais.)
Sal, pimenta do reino e noz-moscada
1 maço de salsa fresca
300 gramas de queijo mussarela (usamos parmesão)

Modo de preparo:
Misturar a farinha de trigo, ovos, água, sal, pimenta e bater em punho por 10 minutos até a massa criar bolas de ar.
Deixar a massa descansar por 15 minutos. Para finalizar usar o aparelho de fazer spätzel (spätzle maker) e cozinhar em água fervendo com sal. (igual nhoque.)
obs: obviamente não possuimos um spatzel maker, então usamos um escorredor de macarrão.(Y)

Antes de servir saltear na frigideira com um pouco de manteiga.
Temperar com noz-moscada e acrescentar o queijo mussarela e salsa picada.
Servir quente como acompanhamento ou prato principal.
*antes de servir, salteamos com manteiga pedacinhos de bacon, calabresa, e queijo ralado. (servimos com ragu de carne.)

ficou ótimo! tanto com ragu, quanto só na manteiga com queijo.
é super rapido e facil! vale a pena experimentar.

link da receita original aqui.

Cardápio 02/08 – 06/08

SEG: strogonoff de carne, arroz e palhas. TER: risoto de palmito com brócoli e mignon. QUA: arroz, feijão, bife acebolado e fritas. QUI: macarrão mediterrâneo SEX: mignon, farofa, arroz curry e quinoa, batata chips.

delicious

top rated

Flickr

Mais fotos
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.